terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Jeff Young e a Castração Precoce - Palestra - parte final


Gatos, C.E.D, Reprodução Indiscriminada e Educação de pessoas

(23:30) 



 
"Algumas razões para grupos de proteção não gostarem muito de mim:


o papel de protetores e ongs 

1-     Abrigar animais nunca irá resolver o problema da superpopulação. Se você tiver 100 canis, terá 120 animais dentro deles e isso não resolve nada. E isso faz alguma diferença para estes animais, como indivíduos? Na verdade, essa situação piora ainda mais as coisas.
2-    Você PRECISA 
garantir que nenhum animal adotado irá reproduzir
3-    Você PRECISA educar as pessoas. 
4-    Você PRECISA estabelecer uma campanha de Captura, Esterilização e Devolução de ferais.
 
Não há discussão sobre esse assunto. Gatos tem muitas ninhadas por ano, é quase algo perpetuo e, no final das contas, 80% destes filhotes que estão em abrigos nos E.U.A, que vão para adoção, são filhotes de gatos ferais ou errantes, não dos que tem dono, já que sabemos que a maioria dos gatos com donos já estão castrados. E também é preciso identificar quando um gato pertence a alguém. 

A pessoa chega ao consultório: “este gato tem um abcesso, não é o meu gato, eu só o alimento nos últimos 3 anos.” Quando ele se torna o seu gato? É nessas situações que, sem duvidas, como profissionais e como grupo, fazemos um trabalho bem ruim de educar as pessoas em relação aos gatos. Estamos bem com os cães , já o consideramos animais da família, 65 a 80% das pessoas consideram os cães animais da família, mas não consideramos os gatos da mesma forma.

Provavelmente a domesticação dos cães tem um grande papel nisso, pois foram os primeiros animais a serem domesticados pela humanidade, entre 80 a 100 mil anos atrás. Temos uma conexão mais antiga com eles. Gatos, só temos contato com eles entre 6 a 10 mil anos atrás. Ainda não estamos lá. Talvez nos próximos mil anos possamos considerá-los com outros olhos.

Há grandes instituições que possuíam enormes recursos financeiros para construir inúmeros canis, mas chegaram a conclusão que isso não fazia sentido. Ao invés de canis, investiram em centros cirúrgicos para castração, para realizarmos mais castrações e oferecer as cirurgias por um preço acessível, contratar um treinador de cães e um especialista em comportamento animal para educar os donos e evitar abandonos nos abrigos. “Por que você está abandonando este cão? Ele faz xixi na casa inteira.”

Ele faz isso por não estar castrado. Apenas ao castrá-lo você reduz a probabilidade deste problema em cães em 70% e em gatos em 90%. É aí que está o nosso papel, como veterinários, como futuros veterinários. Mesmo se você exterminar este problema em particular, você ainda terá pessoas trazendo os animais aos abrigos por motivos ridículos. A pergunta é: podemos devolver estes animais a seus lares de origem, corrigindo o problema? É aí que entra a modificação de comportamento, o treinamento e a educação de pessoas também. São coisas muito importantes.

Os benefícios x malefícios médicos da castração precoce:
1-    melhora comportamental,
2-    redução da incidência de cânceres
3-    maior estimativa de vida
4-    não irão reproduzir
5-    obesidade
6-    incontinência?


Mesmo quando falamos de incontinência, o argumento não é valido quando consideramos a diferença entre vida e morte. Apenas não faz sentido.

Alguns veterinarios dizem que, se castrarmos todos os animais, não teremos de onde ganhar dinheiro. E eu digo, se castrar tudo, irei vender drogas. É apenas uma questão de pespectiva ( risos ).

E voltamos ao ponto de buscar a real causa das coisas.

Vegetarianos vivem 7 anos a mais. E por que isso? Não somente por serem vegetarianos, mas eles possuem um certo estilo de vida mais saudável. Ajuda que sejam vegetarianos? Claro. Provavelmente não terão um ataque cardíaco, mas também possuem probabilidade de ter alguns tipos de câncer.

Dizem que alguns tipos de câncer são mais comuns em animais castrados 

( raças como Golden Retriever ), mas, novamente, como são as especificidades dessa população? E isso representa menos de 0.2% de casos nestes cães. Qual a importância disso quando você se depara com milhares, milhões de animais sendo mortos? Não é um fator valido.

Adoro cães de raça pura, não tenho problemas com criadores bons e legítimos reproduzindo cães bons e legítimos. 

Quando você recebe no consultório um Lulu da Pomerania, comprado em uma petshop, que custou bem barato e os donos estão pensando em reproduzi-lo, com 3 meses pesa quase 14 kilos. Mesmo sem conhecer muito bem sobre a raça, sei que eles não devem pesar quase 14 kilos, deve ter um chow-chow por aí, isso não é um Lulu da Pomerania. Mas a pessoa tinha um papel dizendo que é um Lulu e queriam reproduzi-lo. 
Qual sua postura como veterinário? A minha é: ele deve ser castrado, se você não o quiser, ali está a porta, pode sair.

Tenho um estabelecimento veterinário completo, podemos fazer de tudo, mas nada deixa nossas instalações sem ser castrado. Devemos ser a única instituição dos E.U.A que oferece serviços a baixos preços e, da ultima vez que chequei, tínhamos 15 mil clientes registrados.

Aqui estão alguns cuidados para castração precoce:





1- Hipoglicemia, hipotermia e hipotensão são as maiores preocupações em filhotes

2- Vermifugar e vaciná-los vários dias antes da cirurgia
3- Jejum de 2 horas antes da cirurgia, para gatinhos e de 4 horas para cãezinhos 
4- Administrar glicose oralmente 10-20 minutos antes da cirurgia ou após, se necessário 
5- Administrar soro cutâneo aquecido antes da cirurgia ou diretamente após o procedimento 
6- Manter todos os filhotes em superfícies aquecidas durante a cirurgia e recuperação
7- Fazer com que a preparação cirúrgica seja a mais rápida possível, usando materiais de sutura não-reativos. 



E, finalizo com: eles não morrem! Você realmente precisa fazer algo de muito errado para matar um filhote em uma cirurgia de castração. Em um mundo ideal eles estariam vermifugados, vacinados, etc, mas não estamos em um mundo ideal.
Quando estão muito doentes, espero uns 2 dias antes, sob cuidados, para operá-los. Se tiverem batimento cardíaco, vamos castrá-los. Pelo menos eu posso impedir que eles reproduzam.

As grandes vantagens da castração precoce:





1- Nível extremamente baixo de complicações 
2- Nível extremamente baixo de mortes
3- Recuperação extremamente rápida 
4- Tempo de cirurgia reduzido ( menos anestesia, menos materiais, menores custos )
5- Aumenta os benefícios gerais da castração 
6- A certeza de que estes animais nunca irão reproduzir

Alguém já viu filhotes acordando da anestesia? É fenomenal! Dentro de uma hora eles estão brincando, comendo, como se nada tivesse acontecido. Do outro lado você tem o animal de 9 anos de idade que passa dias dormindo, quando se levanta está todo dolorido e você gasta um monte de dinheiro em anti-inflamatórios e ainda tem uma chance maior de complicações.

Castração precoce é o melhor segredo da medicina veterinária e, sinceramente, não sei porque todos os veterinários não estão fazendo. É a coisa mais bem sucedida a se fazer. E, o mais importante, estes filhotes nunca irão reproduzir. 
O que é o nosso objetivo. 

Tudo que chega a nosso hospital, é castrado.
Não tenho problema em aceitar animais abandonados, mas se alguém chega com uma caixa de gatinhos, a primeira coisa que pergunto – onde está a mãe? 
Eu posso parar o ciclo de abandono naqueles gatinhos, mas preciso da mãe que continua nas ruas. Ah, a mãe é feral? Aqui está a armadilha, capture-a e traga-a para mim e eu cuidarei dos filhotes para você.

(32:57 ) Realmente não há razão para seus veterinários não estarem fazendo isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.