sábado, 22 de dezembro de 2012

Dr.Jeff Young e a Castração Precoce - Palestra - parte I

Navegando pela internet, descobri essa palestra do Dr.Jeff Young, um grande nome da medicina veterinária e controle populacional e humanitário nos E.U.A, diretor da Planned Pethood Plus USA, utilizador da castração precoce desde sua graduação, em 1987.

Dr.Jeff em mutirão :)

Ele foi convidado para falar sobre as vantagens da castração precoce em uma palestra para acadêmicos veterinários em Queesland, Australia, em 2011.

Além dos aspectos médicos, o Dr.Jeff também aborda toda a importância da castração nos aspectos sociais e em prol da guarda responsável, não somente pela população em geral mas também o tomar de responsabilidade que veterinários e protetores necessitam ter quanto a superpopulação animal e eutanásia.

Não foi possível legendar o vídeo, então traduzi partes mais importantes da palestra, dividido em alguns posts.

Estes são os primeiros 12:36 minutos:

(01:02) "Me considero o tipo de pessoa que vê o copo meio vazio e, ao dizer isso, acredito firmemente que a nossa unica obrigação na vida é tentar. E minha pergunta é: estamos tentando com um proposito em mente? Estamos fazendo a diferença? E acho que essas são as coisas que você precisa se perguntar todo dia.
 
Trabalhei no controle de animais, fiz veterinária e participei do controle de animais. Isso mudou a minha visão do mundo e de como estamos tratando os nossos animais de estimação. Foi fenomenal para mim.

(03:15 ) Estou falando de castração, castração precoce. Qual a idade ideal?
 
Se você faz parte da Humane Society NADA deveria deixar os abrigos sem ser esterilizado antes. Ponto final, sem discussão. Acredito que, hoje em dia , se você não castra um animal que irá para adoção, você está fazendo algo de errado. E, mesmo assim, em todo o país são feitos contratos de castração e eles não funcionam, simplesmente não funcionam. 


 

Como veterinário que atua em consultório, eu posso atender o seu animal, dar vermífugos, vacinas, etc. e então castrá-lo às 16 ou 20 semanas, quando eles ainda não irão reproduzir. Mas o meu lado que está envolvido com a Humane Society irá castrar qualquer coisa. Já castrei animais com 24hrs de nascidos. Se o coração está batendo, irei castrá-los. Não tenho nenhum problema com isso. Minha única ressalva: precisam ter um batimento cardíaco. Senão, não será muito proveitoso depois             ( risos ). 

(04:40) Atualmente, quase 10% dos veterinários nos EUA realiza castração precoce, o que é algo crescente, mas não acredito que atingirá mais do que 20%. Mas, o relevante é, os profissionais que estão realizando essas castrações o estão fazendo em grande escala e são muito bons no que estão fazendo e, eu pessoalmente considero, um dos melhores segredos guardados da medicina veterinária: na castração precoce o tempo de duração da anestesia é menor, há tantos outros pontos positivos e, sabem, eles não morrem. É simplesmente maravilhoso. Filhotes não morrem ao serem anestesiados para castração. São chamadas de castração sem sangue. Você pode pegar qualquer filhote, tirar tudo, cortar, e eles não irão morrer. É fenomenal. E, está escrito nas literaturas, é como as pessoas costumavam fazer. 


(05:30) Lembro de estar na Humane Society uma vez e eles tinham vários gatinhos, muito doentes. E tentei convencê-los a eutanásia-los, eles não quiseram fazer. E pensei – ok, vou castrá-los, então. Eles tinham febre, os olhos grudados ( de infecção ) , estavam muito, muito doentes. Eles não permitiriam que eles saíssem do abrigo sem estarem castrados e não queriam que eu os colocasse para dormir, então castrei todos eles e coloquei mais anestésico do que deveria, pensando – talvez eles irão dormir e morrer.

Chego no dia seguinte e estão todos correndo em suas gaiolas, comendo – é, realmente não consegui matá-los. E isso é incrível!

(6:02) Há registros sobre castração precoce de cães em 200, 300 A.C , então isso vem acontecendo a muito tempo. Oregon é o berço da castração precoce nos E.U.A. 




 
Nós, veterinários de pequenos animais, temos a tendência de achar que somos médicos ao invés de sermos veterinários e veterinários de grandes animais tem a tendência de serem mais veterinários ao invés de médicos, então há maior senso comum, há o fato da saúde do rebanho e o cavalheiro que estava fazendo castração precoce nos anos 70 veio destes locais de animais de grande porte  e o que ele descobriu, foi:  as pessoas adotavam animais de abrigo que tinham ninhadas e depois ele estava recebendo as ninhadas dos animais doados no ano passado, neste mesmo abrigo. E nos anos seguintes ele tinha mais ninhadas destes mesmos animais. E ele pensou – isso é loucura, por que não esterilizamos todos eles? Fazemos isso em porcos, em ovelhas, em animais bem mais jovens , então por que não fazer com todos os animais? E os diretores do abrigo disseram: boa ideia.
Não era controverso, já que ninguém sabia nada a respeito de castração precoce. 

E ele simplesmente fez.
 
Com isso os números de eutanásia foram reduzidos drasticamente.

(07:26) Leiberman é considerado o pai da castração precoce, tendo publicado um artigo em 1987. Na época foi muito controverso, ele recebeu cartas inacreditáveis, dizendo que aquilo era horrível, mas, na mesma idade, levamos nossos bebês para serem circuncidados. E sem anestesia, devo acrescentar.
 
O ponto é: ele tinha um excelente argumento. Ele assistiu um numero tremendo de animais sendo eutanasiados por nenhuma outra razão além de terem nascido e como você para isso? Você os castra antes da maturidade sexual. 

Me graduei em 1987 e o conheci no verão de 1987 e desde então venho castrando qualquer coisa que tenha um batimento cardíaco.

O primeiro estudo sobre castração precoce, 7 semanas x 7 meses foi feito em 1991 na Universidade da Florida e naquela época, nada de negativo foi apontado. O maior mito que você escuta é que, se forem castrados os animais irão parar de crescer, mas na verdade, o oposto acontece. Na ausência de hormônios sexuais os animais crescem mais, mas não é algo tão significativo.

Quantos de vocês assinaram um contrato de adoção? Você assina um termo se comprometendo a trazer o animal de volta para ser castrado depois de uma época. Garanto a vocês que nunca chegam aos 100%. Não é possível. No Colorado, o governo decidiu se envolver com o controle populacional e disseram “você leva o seu animal adotado do abrigo para qualquer veterinário da região e ele será castrado gratuitamente, nós pagaremos o veterinário.” 30% das pessoas apareceram no primeiro ano. Isso representa 70% da população animal. 









Nos EUA temos 8 milhões de cães e 96 milhões de gatos. Não interessa se você castra 70% dos animais, pois você ainda acaba com uma superpopulação. A razão é simples: sexo para eles é como universitários em uma sexta a noite com muita cerveja. Eles não se importam. E os animais são motivados por hormônios e eles irão arrumar um jeito ( para reproduzir ).

Se a regra dos 70% fosse verdadeira, não teríamos um problema de superpopulação de animais, já que por volta de 87% dos gatos já estão castrados e 76% dos cães. Então, se já temos 70% dos animais castrados por que ainda temos um problema de superpopulação?

Você pode dizer que isso é causado pelas pessoas que não adotam dos locais adequados, mas isso realmente importa para o animal que será eutanasiado?

Eutanásia ainda é a causa numero 1 de morte de animais de estimação nos E.U.A. Pelo simples ato da castração você DOBRA a estimativa de vida de um cão de rua e pode acabar sendo uma vida bem decente. 





Considero a castração precoce uma ferramenta, nada além disso. É uma daquelas coisas fáceis de fazer, é melhor para os animais, toda institu
ição de bem estar para os animais deveria fazer e, francamente, como membro da Humane Society, não sei como podemos falar sobre ética e dizer “você tem que castrar seu animal, é para o bem dele, para o bem da sociedade e você precisa fazê-lo, mas estamos doando animais por contrato e não conseguimos castrar todos depois.” 
Não há lógica nisso.

Cães forma laços entre 8 a 12 semanas, gatos entre 6 a 9 semanas e esse é um período muito critico se você entende sobre comportamento, então, o importante é, castrá-los neste período e depois doá-los."


Para quem entende inglês e deseja assistir na integra:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.